ODS nas comunidades

Fazer dos ODS realidade só é possível se todos assumirmos a nossa responsabilidade.

Fazer dos ODS realidade só é possível se todos assumirmos a nossa responsabilidade. Desde a família, à comunidade, aos bairros às políticas públicas a rede se constrói para não deixar ninguém para trás. Hoje, domingo, parte da comunidade do Bairro Safende, saiu à rua para, em conjunto, para falarem dos ODS e fazerem deles uma postura no deu dia a dia.

A segurança, o acesso aos serviços básicos, a participação comunitária, o emprego e o emprego jovem são as maiores preocupações que as comunidades manifestaram. Mas também foram conscientes e assumiram que parte dos resultados e do sucesso da Agenda 2030 e dos ODS depende da contribuição e do engajamento de todos os integrantes da comunidade, particularmente das crianças e jovens que são grande capital nacional, que possuem criatividade, acompanham a inovação e podem fazer, com isso, a diferença na adoção de comportamentos, atitudes e práticas que promovam um desenvolvimento sustentável, baseado na igualdade e na equidade, na justiça social e na promoção da cultura da paz, da solidariedade e do respeito pelos direitos humanos. 

As acções no terreno visam dar a conhecer a agenda 2030 a nível dos bairros, e permitindo estabelecer sinergias entre as suas prioridades e os ODS assim como facilitar a apropriação por parte da Agenda e dos objectivos, de forma a que esta sirva de elemento catalisador para o processo de localização dos ODS.

Nesta atividade os formandos, tiveram a oportunidade de trabalharem em grupos na identificação dos principais problemas sociais do bairro de Safende e partilharem experiências de como apoiar a comunidade na resolução destes desafios.

Esta actividade realiza-se no quadro do Projeto Localização dos ODS, Promovendo Cidades Inclusivas e de Paz, uma iniciativa que conta com a parceria de Ayuntamiento de Madrid, Iniciativa Art do PNUD, que tem como enfoque principal contribuir para a consolidação de iniciativas urbanas que proporcionem o desenvolvimento socio económico inclusivo no âmbito da Localização dos ODS. Contou com a parceria da  Câmara Municipal da Praia da Associação Safende di Nos.

Recorde-se que o Programa de Plataformas para o Desenvolvimento Local e Objetivos 20/30 em Cabo Verde, é financiado pelo Grão-Ducado do Luxemburgo, no montante de dois milhões de euros, administrado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD e implementado pelo Ministério das Finanças e a Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde.

 

Escrito por
Autor
Anita Pinto
Especialista em Comunicação e Advocacia
RCO
Anita Pinto, Especialista em Comunicação e Advocacia (RCO)
Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
PNUD
Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento