Economia Azul apresenta Plano Nacional de Investimento e Programa de Promoção para Economia Azul

Comité de Pilotagem do Projeto de Economia Azul apresentou Plano Nacional de Investimento da Economia Azul e do Programa de Promoção para Epara Economia Azul

Projeto Economia Azul apresenta Plano Nacional de Investimento e Programa de Promoção para Economia Azul

O IV Comité de Pilotagem do Projeto de Economia Azul apresentou hoje, 18 de março, na Praia, os drafts do Plano Nacional de Investimento da Economia Azul (PNIEA) e do Programa de Promoção para Economia Azul (PROMEA). São dois instrumentos privilegiados para se implementar o Quadro Estratégico Unificado da Economia Azul (QEUEA) aprovado em finais de 2019.

Foi também apresentada a proposta da Carta Política para Economia Azul para sua finalização e aprovação do Governo.

A reunião foi presidida pelo Ministro da Economia Marítima, Paulo Veiga, que destacou o facto de Cabo Verde estar mais avançado que outros países relativamente à adoção de instrumentos para implementar a Economia Azul, como por exemplo, os mecanismos e as linhas de crédito.

A Representante da FAO, Ana Laura Touza, afirmou que o projeto tem contribuído para “uma melhor compreensão e apropriação do conceito de Economia Azul”, destacando ainda o facto de “Cabo Verde, mais uma vez, surgir na linha da frente como o 1º país em África a ter um documento com uma visão holística da Economia Azul”, o que contribuirá para se atingir o #ODS14.

O Projeto “Apoio Técnico para a Elaboração do Plano Nacional de Investimento para a Economia Azul e Preparação de um Programa de Promoção da Economia Azul” é do Governo de Cabo Verde, financiado pelo BAD e com assistência técnica da FAO. Visa desenvolver um conjunto de instrumentos de Governação para a transição à Economia Azul de forma participativa e inclusiva.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
FAO
Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura