III Inquérito Demográfico e de Saúde Reprodutiva (IDSR) - Cabo Verde regista ganhos significativos no domínio da saúde reprodutiva bem como como a nível demográfico.

Os dados do IDSR-III, que abarcou mais de 6.700 mil agregados familiares a nível nacional indicam excelentes resultados

Com uma população maioritáriamente jovem, e num context de de trasição e do dividendo demográfico, o III Inquérito Demográfico e de Saúde Reprodutiva (IDSR) apresentado na Cidade da Praia, vem trazer informações que irão permitir orientar as políticas publicas em matéria de população. O documento divulga ganhos significativos tanto na saúde reprodutiva como a nível demográfico.

Os dados do IDSR-III que abarcou mais de 6.700 mil agregados familiares a nível nacional indicam excelentes resultados em termos de redução da mortalidade que passou 30% em crianças de menos de um ano em 2005 para 16% em 2018, da cobertura vacinal, que aponta para um aumento da taxa de cobertura vacinal entre 2005 e 2018 com resultados de 74% em 2005 para 83% em 2018 e, ao atendimento pré-natal e pós-parto, onde os resultados indicam que em 2018 quase todas as mulheres beneficiaram de cuidados pré-natal de um profissional de saúde qualificado, durante a gravidez, sendo que 97 % dos nascimentos foram assistidos por um profissional qualificado, contra 78% no IDSR-2005.

No entanto, o inquérito trouxe também dados mais preocupantes, como a baixa de fecundidade em que o número médio de filhos por mulheres de 15 a 49 anos passou de 2,9 em 2005 para 2,5 em 2018 e também o aumento do VIH Sida nas mulheres, apesar de ter havido uma baixa de cerca de 25% no geral.

"Cabo Verde tem agora dados estatísticos atualizados e de qualidade, desagregados a nível nacional e infra-nacional sobre a situação sócio-demográfica e de saúde dos cabo-verdianos que permitirão aos decisores e planificadores, às instituições e aos próprios cidadãos conhecer a situação atual, medir os progressos, traçar metas focalizadas e identificar estratégias no domínio específico da saúde". Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ana Graça

Para o Ministro da saúde e da segurança Social, Arlindo do Rosário, este inquérito evidenciou a importância dos ganhos conquistados a nível da saúde no país e os desafios a serem ultrapassados. “Os dados do III Inquérito demográfico e de Saúde Reprodutiva, são excelentes, mas coloca-nos também desafios importantes. Destaco em primeiro lugar, como manter a perenidade dos resultados, segundo, como vencer as metas da qualidade e da sustentabilidade, não apenas da Saúde no seu todo, mas transversalmente de todos os sectores do desenvolvimento socioeconómico”.

Já o Presidente do Instituto Nacional de Estatística, Osvaldo Borges, realçou a importância da recolha destes dados que permitem conhecer a situação real dos indicadores sociais da população cabo-verdiana.

 

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
UNFPA
Fundo das Nações Unidas para a População
UNICEF
Fundo das Nações Unidas para a Infância